03.07 (1)

Mentir ou exagerar no currículo NÃO é uma opção válida em um mundo no qual as pessoas têm mecanismos de busca e redes sociais à mão.

 

É uma “prática” que precisa ser abolida. Queimar o filme por conta de uma mentira que pode ser descoberta facilmente pelo cruzamento superficial de dados não parece ser uma boa ideia. Se o entrevistador pressentir que o CV está repleto de exageros, a contratação vai para as cucuias. Essa é uma das vantagens de contar a verdade aos contratantes em potencial.

 

Como diria o escritor americano Mark Twain, “quem fala a verdade não precisa de lembrar de nada” e pode engatar uma entrevista mais direta, despretensiosa e autêntica. 

 

É bom se atentar!